quinta-feira, 14 de março de 2013

Ciranda


Se mil vidas eu pudesse escolher
Eu quereria esta,
Sem tirar, nem pôr!
Porque nela há o brilho dos seus olhos
Que também acreditam nos sonhos
Que os meus olhos vislumbram.

Se mil vidas eu pudesse dar, eu daria
Porque nela estão as suas mãos se unindo às minhas
Pela vontade de viver
E ver vencer – porque vencerá –
O outro mundo possível que queremos.

Se mil vidas me dessem...
Eu já as tenho!
Porque em mim estão todas as vidas
Que carregam a esperança que renasce
Nas lutas de todo dia: o amor!
“Eu sozinho ando bem, mas com você ando melhor!”

2 comentários:

Verso Aberto disse...

Mil versos
Antes durante sempre
Inicio meio e vida

Abraço

Gilcimar Teixeira Silveira disse...

Gostei do Poema..posso copiar e por no meu blog?

meu email é cimargideao@gmail.com