quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Intensamente




Sinto frio
Porque as palavras não me ardem mais...
Não me ardem seus beijos.
E o amor que havia,
Não sei aonde andará!

Quero cobrir-me de desejo
E aquecer meu corpo esquecido.
Quero acordar sem ter dormido.
Mas nunca amar sem ter amado
E nem viver sem ter vivido.

Quero encontrar o meu espírito exaurido
De colocar amor onde não há espaço.
Percorrer caminhos desconhecidos.
Mas nunca amar sem ter vivido
E nem viver sem ter amado.

Prefiro morrer todos os dias
A viver desacreditado...

Um comentário:

Cristiano Marcell disse...

É um lugar comum, é bem verdade, mas acreditar é o que nos faz seguir em frente!

Parabéns!!!