domingo, 5 de fevereiro de 2012

Felicidade



Vem em passos tão suaves
que não escuto.
Por isto, não sei de onde vem,
mas eu sinto
seu pisar como nuvem.


As coisas ao redor ficam mais bonitas
Os dias, as horas, a vontade de viver...
A rosa se refaz com pétalas viçosas
E as pessoas param nas ruas
só pra ver:


A mudança de casa, de gente e de amor.
Um amor por dentro, que é precioso.
O amor que está guardado e aguarda
o olhar delicado que cuide
e que não queira tirá-lo de mim.


Eis a felicidade de amar a si.

Um comentário:

Cristiano Marcell disse...

A vida tem realmente outro aspecto quando estamos bem conosco!

Belo texto!

Prezada amiga, caso tenha tempo, visite-nos no blog http://poetasdemarte.blogspot.com, no Haicais de Domingo. A entrevista dessa semana é com marli Franco.

Desde já, muito obrigado!