sexta-feira, 8 de julho de 2011

Amor

Eu não quero flores,
quero perfume,
primavera.

Eu não quero lua e estrelas,
quero o brilho delas,
o céu.

O que eu quero não tem verso,
nem rima, nem tamanho e cor.
O que eu quero tem nome,
Cheiro e sabor.

Chamam de insesatez,
loucura e tolice.
Eu chamo AMOR.

2 comentários:

Aline Barra disse...

Eu também!! rs**

Macabea de La Mancha disse...

E qual mulher não quer? Não sei porque, para os homens, é tão difícil entender, não é? :D