terça-feira, 23 de agosto de 2011

Impressão



Te escrever em mim

Com palavras, suor e saliva
É imprimir o verbo amar
Com tua língua
É avisar ao corpo
Que a alma transpira.
É avisar à alma
Que o corpo transcende.
É aliviar o corpo.
É presentear alma que suspira.
É saborear teus reversos.
É adoçar a vida.

3 comentários:

Leonardo B. disse...

[palavra, doce palavra que navega à flor da pele]

um abraço,

Leonardo B.

Mário Gerson disse...

Lindo o poema. Principalmente o "te escrever em mim". Grande abraço.

luiz gustavo disse...

reflexão



o que suporta
este corpo em silêncio
os olhos que o ilumina ?

o sonho que cessaria ?

esta pausa
é pura reflexão -

e por hora
o coração se amplia
em tramas secretas

(re)volver
a trilha em vígilia
e esquecer a têmpora

move-se o silêncio
suspenso

o coração dispara



www.escarceunario.blogspot.com