segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Meditação



Amanhã eu vou despertar cedo para ver o sol nascendo
E refletindo nas águas do meu rio.
Vou me banhar de sol e dourar as minhas águas.
Saberei que vivo
Sem haver tempo, nem espaço.
Serei apenas um ser rendido
Dado ao prazer de me dobrar ao grande astro.

3 comentários:

Mima disse...

Que lindo, Camila...

Essa rendição revela uma força na fraqueza,
um reconhecer que a luz importa,
um relembrar que nascemos para isso,
para nascer sempre,
para contemplar,
para a rendição,
para andar na luz.

"Porque Deus é luz, e nele não há treva alguma." trecho do capítulo 1 da primeira carta de São João.

Macabea de La Mancha disse...

É isso mesmo!
Essa é a intenção!
Amanhã eu posto como foi a minha meditação!

Bjos!

Domingos Sávio disse...

supremo deleite -
adoçar a própria alma
...


Beijo carinhoso.