terça-feira, 25 de outubro de 2011

Uma xícara de chá



Quando você me olha
E eu finjo não estar vendo
É que ouço o barulho
Da água fervendo...

Será o sinal que preciso
Pra entender que estou pronta?


7 comentários:

Maxwell Soares disse...

Gostei da analogia com o chá. Ás vezes é preciso esperar um pouco até que cheguei ao ponto de bebê-lo...

Mima disse...

Quanta sensibilidade... lindo demais!!

Aline Barra disse...

hehehe... que chá mais delicioso, Macabea!

Acho que pra saber a resposta, só pondo em infusão! rs**

Beijos!

Macabea de La Mancha disse...

Obrigada! Vocês, como sempre, tão queridos!!

Gostaria de servir-lhes um chá mais apurado.. Estou trabalhando pra isso!

Abraços em todos!

Caranguejúnior disse...

O sinal já foi dado
Se passar do tempo
Este amor
Será evaporado...

E o chá? não sirva gelado.


Obrigado pelo comentário e visita!
=)

Seguindo e contando os segundos pra beber novas letras poéticas.

Um abraço!

Caranguejúnior

Cristiano Marcell disse...

Belo poema! Parabéns! Eu a sigo também!

Fred Caju disse...

Massa! Muito bom mesmo.